41.3618-9330 | 41. 98798-9125 contato@uroville.com.br Segunda à Sexta-feira | 08h às 18h
Rua Dr. Brasilio Vicente de Castro, 111 -Sala 302 - Ecoville | 81200-526 | Curitiba-PR
41.3618-9330 | 41. 98798-9125 contato@uroville.com.br Segunda à Sexta-feira | 08h às 18h
Rua Dr. Brasilio Vicente de Castro, 111 -Sala 302 - Ecoville | 81200-526 | Curitiba-PR

Cálculo Renal

Cálculo Renal

A nefrolitíase, ou cálculo renal, é uma doença na qual os rins têm propensão a formar aglomerados de cristais que se aglutinam e formam os cálculos renais. A presença de cálculos nos rins pode não causar nenhum sintoma quando estes são pequenos e imóveis.

 

Em caso de migração do cálculo para o ureter (ducto que leva a urina dos rins para a bexiga), pode haver impactação do cálculo, o que pode cursar com dor importante na região do rim e no trajeto do ureter, sempre do mesmo lado da obstrução. Este episódio de dor, a cólica renal ou cólica nefrética, é marcada por uma dor de início rápido e por vezes muito intensa. Não está associada com a movimentação ou posição do paciente. Normalmente, a dor da crise renal não alivia com nenhuma posição específica. Pode se localizar na região do flanco e abdome anterior, migrando para a região baixa do abdome e, às vezes, na genitália (grandes lábios ou bolsa escrotal). Cálculos prestes a serem expelidos podem causar na uretra. Além de causar obstrução do trato urinário e dor intensa, se negligenciado, a longo prazo o cálculo renal pode causar perda da função renal progressiva.



A medida inicial em casos de cólica nefrética visa o controle da dor, além do diagnóstico preciso do problema através de exames que possam localizar a posição precisa do cálculo. Um exame inicial para casos suspeitos é a , que também pode descartar outras causas de dor abdominal que não sejam cálculos. A ecografia bem realizada tem boa capacidade de localizar os cálculos do rim e do terço superior e do terço inferior do ureter, assim como da bexiga. Por vezes, a ecografia não identifica o cálculo mas diagnostica uma dilatação no rim cujo ureter está obstruído. Isto acontece pois ecografia possui limitação para o ureter médio pela presença do intestino grosso (cólon). Se o cálculo estiver posicionado no ureter médio, sua visualização pode ficar prejudicada.

 

Cálculo Renal Obstrutivo e  Dilatação do Rim

 

A tomografia computadorizada de abdome sem contraste é o exame padrão ouro para diagnóstico de cálculos renais, seja em casos agudos de pronto-socorro ou quando solicitada em consultório. A tomografia computadorizada com contraste auxilia a identificação da anatomia renal, cálices e ureteres, sendo de grande valia para programação operatória. Ela tem capacidade de definir em detalhes o formato do cálculo, sua precisa localização e seu grau de dureza, através da aferição das Unidades Hounsfield. Um cálculo com mais de 1000 UH é considerado muito duro.

 

Cálculo no ureter direito Grande cálculo no rim esquerdo

Tratamentos

Conheça os tratamentos para Cálculo Renal